Um Espaço dos Jovens para os Jovens....

Dá voz às tuas ideias!
um blog orientado pela Dueceira-Associação de Desenvolvimento do Ceira e Dueça
e co-financiado pelo Programa Leader+ELOZ. Entre LOusã e Zêzere

2008-02-18

A tua opinião conta...

EBI FERRER CORREIA – SENHOR DA SERRA
“Gostei do trabalho de grupo.” “Gostei de falar sobre a cidadania.” “Gostei da sessão, foi muito divertido.” “Aula altamente.” “Gostei deste tema.”

EPL - ESCOLA PROFISSIONAL DA LOUSÃ
“Foi muito interessante o tema!” “Aprendi coisas novas.” “A cidadania é um tema muito importante e que deveria ser mais aprofundado. Gostei muito da sessão.” “O tema de hoje (cidadania) foi muito importante, o debate entre a turma foi pertinente e tirámos boas conclusões.” “Nunca ou quase nunca, olhamos para os lados. Somos os mais tristes, os mais infelizes, os mais frágeis… resumindo, nunca estamos satisfeitos… Por toda a vida foi assim e jamais o deixará de ser. Vamos mudar! Mas mudar hoje. Mudar o “Eu” para, em seguida mudar o “você”. Podemos mudar a forma de olhar, de ouvir, de falar. Não faças as tarefas de hoje amanhã. Pelo contrário faça as tarefas do amanhã hoje!”

EB 2,3 LOUSÃ
“Gostei muito, principalmente dos direitos e deveres.” “Gostei de apresentar as cartas dos direitos e deveres.” “Eu gostei de ter escrito os direitos e deveres.” “Eu gostei muito da sessão nº 6 porque estivemos a falar sobre ser cidadão.” “Eu gostei da sessão de hoje e da apresentação das casas.”

ETPZP - ESCOLA TECNOLÓGICA E PROFISSIONAL DA ZONA DO PINHAL
“Gostei de conhecer a versão do Jorge Sampaio.” “A sessão mais divertida!!!” “Gostei principalmente de saber o que é a cidadania.” “Gostei de saber a opinião de Jorge Sampaio sobre a Cidadania.” “Foi criativa e divertida.”

EBI CASTANHEIRA DE PERA
“Gostei desta sessão, principalmente de saber o significado de cidadania.” “Eu gostei de ler.” “Eu gostei da cidadania e de falar sobre os direitos e deveres e do amigo secreto.” “Cidadania: Respeito e cidadão.” “O que eu gostei mais nesta sessão, foi de saber as palavras relacionadas com a cidadania. E do amigo secreto.”

Ser Cidadão na Escola... a sessão SEIS

Conversa entre animadores (daquelas difíceis !!!!!)
Sónia: - Penso que neste momento se encontram criadas as condições necessárias, para iniciarmos a nossa abordagem aos temas que conduzem o nosso projecto.
Pedro: - Sem dúvida! Os nossos jovens devem compreender e interligar o conceito de cidadania, solidariedade e desenvolvimento sustentável.
Sónia: - Bem como, identificar o processo de construção da cidadania e os seus efeitos.”
Pedro: - Reflectir sobre as atitudes quotidianas...
Sónia: - E dado que se encontram na escola, despertá-los para uma participação activa, reflectindo sobre a comunidade escolar.
Pedro: - Penso que temos um grande desafio, um excelente programa que os nossos jovens irão abraçar.

Falar de cidadania, solidariedade e desenvolvimento sustentável numa sociedade que experimenta mudanças aceleradas e que têm reflexos em todos os domínios da vida e da actividade humana, é um desafio constante.

Daí, termos lançado o tema com a seguinte afirmação:

“A escola deve assegurar a plena formação para a cidadania.”

In “Escola de Cidadãos”(Min. da Educação)

Isto porque, como o próprio ministério da educação refere é na escola que se ganha o sentido de que somos cidadãos pertencentes a uma comunidade democrática, que aprendemos a situarmo-nos no mundo, preocupados com o que se passa à nossa volta e sensibilizados para a defesa do ambiente e dos direitos humanos e a termos tolerância e respeito pela diversidade cultural.

video

Na escola intervêm e convivem alunos, professores, auxiliares de acção educativa, os pais e encarregados de educação. Todos com direitos e deveres. Todos com o mesmo propósito: estimular e desenvolver processos conducentes ao conhecimento, regendo-se por princípios básicos e fundamentais da dimensão do pleno exercício de uma cidadania activa e consciente.

No sentido de aprofundar este tema, consideramos o conceito de cidadania segundo Jorge Sampaio:

“A Cidadania é responsabilidade perante nós e perante os outros,
consciência de deveres e de direitos,
impulso para a solidariedade e para a participação,
é sentido de comunidade e de partilha,
é insatisfação perante o que é injusto ou o que está mal,
é vontade de aperfeiçoar, de servir,
é espírito de inovação, de audácia, de risco,
é pensamento que age e acção que se pensa.”

Ou seja, ser cidadão é pertencer à Sociedade Humana de todo o mundo, tal como todas as outras pessoas pertencem, com responsabilidades para com todos os seres – humanos ou não! Sendo capaz de gostar muito e de cuidar de tudo o que nos rodeia.
Exercer cidadania, implica ser capaz de lutar e manter direitos e cumprir deveres, reconhecendo a todos os outros os mesmos direitos e as mesmas obrigações. Vivemos num país organizado, onde temos a responsabilidade de contribuir para melhorarmos a vida de todos!

video

Falar destes temas para a “juventude” que todos classificam como sendo a fase mais bonita (mas a mais difícil!)da vida humana, durante a qual o ser humano se encontra a construir e moldar a sua personalidade revelou-se como sendo fundamental e pertinente.
De uma forma global, os jovens participaram de forma interessada, alegre, motivada e com muita pertinência no decorrer da sessão, o que se pode observar através dos seus comentários...

2008-02-13

A 'VOZ' dos nossos jovens solidários

EB2 de FIGUEIRÓ DOS VINHOS
“Eu adorei a sessão de hoje dos chapéus.”
“Eu gostei muito dos chapéus.”
“Eu gostei da sessão dos chapéus há muitos e do amigo secreto.”
“Eu gostei muito da sessão e dos chapéus também.”
“Eu gostei dos jogos.”


EB 2,3 + SEC. JOSÉ FALCÃO – MIRANDA DO CORVO

“Gostei muito do jogo dos chapéus.”
“Gostei muito da aula de hoje e dos chapéus.”
“Edward Bono é muito inteligente.”
“Adorei!!! Chapéus há muitos.”
“A Hora da Controvérsia, no seu melhor.”


EB 2,3 + SEC. DANIEL DE MATOS DE VILA NOVA DE POIARES
“Eu gostei do jogo dos chapéus.”
“Eu gostei principalmente de meter os chapéus na cabeça.”
“Gostei de falar sobre as cores dos chapéus.”
“Gostei da aula e gostei de ler a carta que me mandaram…”
“Gostei muito da aula!”


ESCOLA SECUNDÁRIA DE FIGUEIRÓ DOS VINHOS
“Gostei muito da sessão, pois as minhas colegas surpreenderam-me e não estava à espera… beijos para todas. Adoro-vos amigas J”
“Gostei muito da sessão de hoje em particular pelos jogos dos chapéus, diverti-me muito os chapéus ficaram muito engraçados na cabeça das colegas. Boa semana.”
“Parecia mesmo o charlot com o chapéu na cabeça… gostei muito da sessão… J Bjitox…”
“Gostei muito da sessão… Foi original e podemos exprimir a nossa criatividade… Beijaozinho. J”
“Gostei muito da sessão de hoje porque dissemos tudo aquilo que pensávamos através de simples cores de chapéus. Beijo.”


EB 2,3 + SEC. MIGUEL LEITÃO DE ANDRADA DE PEDROGÃO GRANDE
“Eu gostei do jogo dos chapéus.”
“Gostei do preto e vermelho mas também do jogo.”
“Gostei do grande chapéu verde, da criatividade… Um dia hei-de criar a tal cura…”
“Adorei o chapéu azul!!! É lindo.” (Ass: Filipa)
“Gostei muito dos chapéus.”

EBI DA PAMPILHOSA DA SERRA
“Esta sessão adorei os chapéus, o que gostei mais foi do vermelho.”
“Adorei a sessão de hoje, e não é preciso ser génio para ser um bom pensador.”
“Hoje foi altamente.”
“A sessão foi interessante.”
“Isto é cada vez mais fixe.”

Chapéus há muitos!...a sessão CINCO

“Sinais de fumo” apreendidos, a viagem continuou rumo à quinta sessão designada “Chapéus HÁ MUITOS !!!”.
Depois dos nossos jovens praticarem e abordarem a comunicação, foi o momento para descobrirem uma metodologia que ajuda a organizar o pensamento, segundo Edward de Bono.

Traçados os objectivos, que passam por:
  • Sensibilizar para a importância de saber pensar e os seus efeitos nos domínios da Aprendizagem e Gestão Relacional;
  • Aprender a usar com proficiência o pensamento;
  • Distinguir as várias formas e métodos de pensamento;
  • Reconhecer a importância dos métodos de pensamento nas relações interpessoais.

…partimos de Coimbra, planeando iniciar a nossa abordagem com a seguinte frase, citada por este autor:

“Ninguém precisa de ser um génio

para ser um bom pensador.”

(Bono, 1993)

Logo, todas as pessoas podem ser bons pensadores, desde que organizem as suas ideias.
Através deste método, pretendíamos que os jovens adquirissem competências ao nível do pensamento estruturado em torno de uma lógica sequencial.

Para tal, recorremos a este método orientado em torno de seis cores – cada uma representado uma componente do pensamento – induzindo a que os jovens raciocinem organizadamente sobre qualquer tema ou assunto.

Chapéu Branco: Informações/ Certezas/ Factos/ Dados
Chapéu Vermelho: Emoções/ Palpites/ Sentimentos/ Intuição
Chapéu Preto: Critica/ Obstáculos/ Cautela/ Riscos
Chapéu Amarelo: Vantagens/ Benefícios/ Optimismo/ Construtivo
Chapéu Verde: Criatividade/ Imaginação/ Alternativas/ Evolução
Chapéu Azul: Controlo/ Decisão/ Resumos/ Organização

Para suporte ao ensino e prática desta metodologia, introduziram-se chapéus coloridos, os quais ajudaram a criar o ambiente e dinâmicas adequadas.

Num primeiro momento transferiu-se a metodologia, propriamente dita (Os Seis Chapéus do Pensamento de Edward de Bono), seguida da sua aplicação prática através da realização de actividades e exercícios diversos.

Os Formadores, Sónia e Pedro, também "enfiaram" o chapéu!!!! :)

Azul, por sinal, o que significa Controlo/ Decisão/ Resumos/ Organização!!!!

hummm :)